À espera de concurso, PRF encerra ano com mais de 400 aposentadorias

Compartilhe

A Policia Rodoviária Federal terminará o ano de 2019 com mais de 400 aposentadorias em seu quadro de pessoal. Novo concurso previsto!

A Polícia Rodoviária Federal luta para conseguir um aval do Governo e realizar um novo concurso PRF. O objetivo é repor o quadro de pessoal, que a cada mês sofre com a saída de servidores. Em 2019, são mais de 400 desligamentos oriundos de aposentadorias.

De acordo com dados extraídos no Painel Estatístico de Pessoal do Ministério do Planejamento, foram registradas 418 saídas por aposentadorias de janeiro a outubro desse ano. Ou seja, quando somados os meses de novembro e dezembro esse quantitativo será ainda maior.

O período com mais aposentadorias, até o momento, foi março. No terceiro mês do ano, a Polícia Rodoviária Federal acumulou 57 desligamentos, seguido de julho, com 51, e maio, com 50. Janeiro foi quando a corporação menos perdeu servidores por esse motivo, sendo 20 no total.

Somados os dez meses, foram 336 aposentadorias de servidores do sexo masculino, totalizando cerca de 80% dos 418 desligamentos, enquanto 82 saídas foram de mulheres. As saídas são classificadas por voluntárias ou invalidez.

Do total de aposentados, 331 eram policiais rodoviários federais, carreira que exigem nível superior. As demais saídas foram de servidores que exercem funções de nível médio. Como já esperado, a região com mais desligamentos foi a sudeste (147), seguida pelo nordeste (114).

PRF poderá ter editais de concurso anualmente. Entenda!

Quem sonha com uma vaga na PRF e ainda não chegou perto de realizar esse sonho, pode comemorar. Uma boa notícia pode beneficiar aos concurseiros que não garantiram presença nos últimos concursos ou não obtiveram nota suficiente para aprovação, ou até mesmo não podiam concorrer por motivos de idade.

A Polícia Rodoviária Federal poderá realizar concurso PRF todos os anos com mil vagas até 2022. Essa informação foi passada pelo presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, como sendo uma promessa do atual governo.

O representante da federação explicou que o objetivo é preencher a carência e chegar ao número de 13.098 policiais rodoviários federais até o fim do governo de Jair Bolsonaro, em 2022. Com isso, pretende-se realizar concursos todos os anos para o preenchimento de mil vagas.

A luta da federação, de acordo com Carniel, será para o cumprimento dessa promessa, pois, segundo ele, a PRF já tem quase 10 mil vagas preenchidas (naquela época) e essa medida ajudaria a amenizar o déficit de pessoal da corporação.

“Mil policiais a cada ano a partir de 2020. Mas, para nós é muito importante que conste na LDO, e é isso que estamos trabalhando nesse momento, que haja previsão para que se possa fazer concurso em 2020 para ingresso em 2021, 2022, 2023, assim sucessivamente.”

As informações forram passadas pelo presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais em uma entrevista dada a um canal oficial da PRF, quando respondeu a perguntas de internautas e ressaltou a importância da previsão orçamentária para novos concursos e chamadas de excedentes.

Além da possibilidade de novos concursos anuais, Carniel comentou que a corporação estaria em processo de tratativa para que todos os aprovados possam ser chamados antes do término da validade. Segundo ele, faltam cerca de 614 candidatos para serem convocados ao curso de formação.

“É a única forma que nós vemos de enfrentar um déficit a curto prazo. Se abrirmos um novo concurso ano que vem, que é o que vamos lutar, nós não vamos conseguir chamar esses remanescentes, então essa é a maneira que temos de ter mais policiais na rua a curto prazo, chamando esses aprovados.”

Concurso PRF: novos pedidos somam mais de 4 mil vagas

A boa notícia em meio a esse cenário é que a corporação também enxerga a necessidade de receber novos servidores para repor o seu quadro de pessoal. Partindo dessa premissa, enviou ao Governo dois pedidos para realização de novos concursos.

Juntos, os novos pedidos de concurso PRF somam 4.435 vagas, sendo 4.360 para policial rodoviário federal e as demais 75 destinadas a carreira de agente administrativo, de nível médio.

Com as demandas protocoladas no Ministério da Economia, a PRF aguarda o aval da pasta para poder dar início ao processo de elaboração do edital. Assim que concedido, ele pode ser publicado a qualquer momento.

Fonte: Folha Dirigida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *